2017-07-25

Cerâmica resistente à água? Sim ou não?

A reação da cerâmica à água é frequentemente alvo de muitas dúvidas e preocupações. Para responder convenientemente à questão “É a cerâmica impermeável?” há que começar pelo princípio: a Arfai é especializada no fabrico de faiança decorativa, que é, a par com a porcelana, o grés ou a terracota, uma pasta cerâmica. Cada pasta tem as suas especificidades e características que vão determinar a forma como cada uma reage à água. Assim, no que respeita a faiança, a nossa resposta é não - como matéria prima, a faiança não é impermeável. Coloca-se então outra questão: ora, não é a Arfai especializada na produção de jarras para flores, que precisam de água para sobreviver?

 

Nós explicamos. Por característica, a faiança é uma pasta plástica e porosa. Durante a cozedura, esta plasticidade é perdida, mas não a porosidade. Poros imperceptíveis estão presentes na chacota, sendo depois responsáveis pela absorção de água que irá provocar o vazamento do líquido em contacto com a peça, enfraquecendo o corpo cerâmico numa espécie de efeito de apodrecimento.

 

Felizmente, nesta altura, a peça não está terminada – falta o vidrado, tão característico da faiança. Para além de dar cor e carácter (saiba mais sobre vidrados cerâmicos), ao criar uma camada vítrea sob a superfície, pode impermeabilizar e vedar a peça.

 

Pode? Explicamos melhor:

 

O Frete

Durante a segunda cozedura, o vidrado funde-se com a chacota e para evitar que esta fundição cole a peça ao forno, terá que haver uma zona livre de vidro.  Esta área não vidrada – quase sempre no fundo da peça – é chamada de frete. Este frete é, nada mais nada menos, do que uma parte que permanece em chacota, mantendo as suas fragilidades e, por isso, absorção de água. 

 

Vidrados regulares versus vidrados especiais

Enquanto os vidrados regulares são relativamente estáveis durante a cozedura, permitindo uma cobertura completa e uniforme da peça, no caso da grande e deslumbrante família de vidrados especiais – reativos, cracklês ou selénios – não é assim tão simples.

Os vidros especiais criam reações estéticas inesperadas durante a cozedura que podem causar a abertura de poros. Estes poros – buracos minúsculos na camada vítrea – deixarão a peça exposta e, uma vez mais, com maior probabilidade de absorver o liquido que esteja em contacto.

 

A técnica de decoração

O mix & match entre vidrados e respetivas técnicas de aplicação (ver mais sobre o processo de produção) deve ser tido em conta para a definir o nível de impermeabilidade de determinada peça. Isto significa que ter um vidrado regular não é suficiente para considerar uma peça resistente à agua, já que a decoração pode incluir um belo vidrado reativo no fundo da peça – e se sim, então regressamos ao ponto 2.

 

Como e quando é a faiança realmente impermeável?

Quando vidrada com um simples vidro regular ou quando este tipo de vidro é aplicado no interior da peça – algumas decorações permitem o uso de um vidro vedante no interior de uma jarra, ao mesmo tempo que é usado um vidro especial no exterior, para decorar (note que esta não é sempre solução, já que algumas combinações entre vidros não são tecnicamente viáveis).

Adicionalmente, há a possibilidade de aplicar um impermeabilizante sobre o vidrado – o hidrofugante, por exemplo. Este produto vai permitir que os poros sejam vedados, repelindo o liquido em contacto com a peça – uma solução muito usada no caso de vasos para flores em viveiros ou floristas, por exemplo.

Uma ou outra não são soluções fáceis de identificar por um leigo no assunto, por isso, o melhor é mesmo ler sempre as instruções de utilização dadas pelo fabricante. 

(Saiba mais: como limpar uma peça de cerâmica)

 

© Arfai - Ceramics Portugal. todos os direitos reservados 2017.